A Lava Jato voltou! Ainda bem

Após diversas publicações de teorias conspiratórias ou não sobre a morte do ministro Teori Zavascki, além da indefinição criada pelo presidente Michel Temer frente à ministra Carmem Lúcia, a Lava Jato voltou com força total, para desespero de Lula e sua trupe.

A preocupação é tão grande que o ex-presidente disse que irá processar o delegado da Polícia Federal, Igor Romário de Paula, por ter divulgado um prazo para a prisão dele. Segundo assessores de Lula, é um absurdo o tipo de postura que o delegado teve para com um ex-presidente.

Vejamos, se o funcionário da Polícia Federal tem informações suficientes para tais declarações, ele não tem o que temer. Aliás, o delegado deve estar muito bem amparado para tomar tal atitude. Já o ex-presidente, se também tem tanta certeza de que não cometeu crime algum, não tem porque se exaltar.

Assim, as investigações seguem seu curso, apesar da inestimável perda de Zavascki. Os depoimentos continuam e mais investigados começam a apostar na ideia da delação premiada, já que suas prisões estão cada vez mais próximas. Sem contar que muitos não têm curso superior e terão de ir para as celas comuns. O ex-governador Sérgio Cabral, por exemplo, com medo de ser encaminhado para Bangu 8, pensa em falar o que sabe.

O mesmo caminho deve ser seguido por Eike Batista, após ser anunciado como foragido pela Polícia Federal e até pela Interpol. Seus advogados começaram a se mobilizar, mas a prisão do empresário é certa, mesmo que não dure o tempo suficiente.

Marcelo Odebrecht, que está há dois anos preso, foi ouvido novamente para confirmar se suas informações foram prestadas de livre e espontânea vontade. Assim, a Justiça abrirá espaço mais uma vez para que o ex-líder empresarial mostre o quanto o Brasil foi roubado e revele de uma vez por todas quem são todos os envolvidos, com nomes, para que o povo possa se sentir pelo menos um pouco mais aliviado ou não em saber quem eram ou são os algozes da economia.

Uma coisa é certa, já passou da hora do País sair desse atoleiro e, para isso, a ferida precisa ser aberta e limpa até o fim. Ninguém pode ser excluído das investigações e tudo deve vir à tona. Afinal, quem paga por toda essa roubalheira é o pequeno empresário e os mais de 12 milhões de desempregados que lutam para sobreviver.

O Brasil precisa ser passado a limpo e o dinheiro roubado precisa voltar para os cofres públicos, mesmo que se necessite criar ou modificar as leis existentes. Infelizmente hoje o País é refém de uma legislação cheia de “buracos” e meandros que acaba beneficiando o corrupto.
Citando apenas três grandes beneficiários da corrupção: Sérgio Cabral, Eike Batista e Marcelo Odebrecht. Quantos bilhões foram desviados às custas da falta de fiscalização, da corrupção, da imoralidade, da falta de respeito com o nosso dinheiro? A par disso, quanto desse dinheiro já foi repatriado ou devolvido a quem de direito?

Não podemos esperar de braços cruzados para que os nossos nobres deputados tenham a vontade de mudar algo, principalmente essa legislação permissiva. É necessário pressionar, seja nas redes sociais, por e-mail, twitter, instagran ou o meio que for mais fácil. Sem mobilização o País para, pois já sabemos que após as eleições tudo é esquecido, principalmente nós, os eleitores.

Deixe um comentário

*