Alô Enfermeiro evita que paciente saia de casa

Alô Enfermeiro evita que paciente saia de casa

Levantamento realizado pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), apontou um número surpreendente e que facilita a vida de quem passa por tratamento na unidade. Mais de 90% dos pacientes que utilizam o serviço telefônico do Alô Enfermeiro, projeto voltado para tirar dúvidas oncológicas, evitam o deslocamento desnecessário ao Instituto. Desenvolvido para garantir maior comodidade e segurança ao paciente, o hospital recebe, mensalmente, cerca de 2,5 mil ligações.

A pesquisa apontou também a maior fonte de dúvidas entre os pacientes: 60% delas estão relacionadas aos sintomas que surgem nos dias seguintes à aplicação da quimioterapia, como diarréia, febre, queda de cabelo, fadiga, náusea e calor excessivo. Os usuários também indagam sobre assuntos relacionados às atividades cotidianas: se é permitido depilar-se ou fazer a barba, como é a alimentação adequada durante o tratamento e a forma de ingestão das medicações prescritas, por exemplo.

HISTÓRICO
Implantado no modelo de enfermeiro de referência – em que o mesmo profissional acompanha o paciente do início ao fim do tratamento –, o projeto permite ao paciente realizar os questionamentos a um profissional que conhece seu caso e seu histórico. Para isso, o Icesp utiliza um ramal móvel, conseguindo atender às ligações em qualquer local do hospital.

“Com o sucesso do serviço, conseguimos evitar que o paciente tenha de sair de casa e s deslocar ao hospital sem necessidade, conseguindo esclarecer dúvidas simples e pontuais. De todas as ligações recebidas, apenas 7% são de casos em que a vinda ao Instituto é inevitável”, afirma Daniela Vivas, gerente de enfermagem do Icesp e responsável pelo serviço.

Deixe um comentário

*