Belém ganha bandeira

Belém ganha bandeira

Na última sexta-feira, dia 19 de setembro, foi publicado no “Diário Oficial da Cidade de São Paulo” o projeto de lei 01-00442/2014, de autoria do vereador Toninho Paiva (PR), que dispõe sobre a oficialização da bandeira do Belém.

A partir de agora, ela será utilizada em todos os eventos do município que acontecerem no bairro, consagrando, assim, mais um sonho da Sociedade Amigos do Belém (SAB). Projeto este que já vinha sendo idealizado pela entidade desde a época de seu eterno presidente, Manoel Pitta.

“Muitas pessoas vão ficar sabendo desta conquista através da Gazeta! Isso porque a nossa reunião acontece na quarta-feira e, por isso, ainda não conseguimos falar com todo mundo. Estamos muito felizes. É um feito. Um momento muito especial”, destacou o diretor social da SAB, Marcelo Novato.

Agora, o próximo passo será a confecção das bandeiras. “Vamos fazer inicialmente cerca de 30. Queremos entregar uma bandeira para cada escola do bairro, além das repartições públicas, como a Subprefeitura Mooca, as delegacias e espaços da PM. Também já estamos trabalhando para oficializar o Hino do Belém. Entregamos a letra a um maestro para fazer a partitura e depois entrarmos com o processo na Câmara Municipal, com a proposta do projeto de lei”, explicou Novato.

O DESENHO
A bandeira é composta por uma faixa central na cor vermelha com a inserção em seu lado direito 1899, interposta entre duas faixas na cor branca e duas na cor azul. Ela contém uma figura estilizada, centralizada, onde estão colocados quatro símbolos dispostos: no setor superior à esquerda a imagem da Igreja São José do Belém e no setor inferior a imagem de uma árvore frutífera.

De igual modo, no setor superior à direita encontra-se o símbolo da Sociedade Amigos do Belém e, no inferior, a imagem de uma locomotiva seguida da inscrição Belém. Ela deverá ser confeccionada no tamanho oficial, sendo 2,00 metros de largura e 1,40 metro de altura.

SOBRE O BELÉM
O Belém é um dos bairros mais tradicionais da Zona Leste. No período de 1880, chegou a ficar conhecido pelos paulistanos por sua altitude e seus vastos pomares com grandes árvores. A fama de estação climática se espalhou graças às enormes chácaras e hoje o bairro ainda guarda muitas particularidades que o tornam único e muito especial aos seus moradores.

Deixe um comentário

*