BOM PARTO – Playground é retirado e causa indignação

BOM PARTO – Playground é retirado e causa indignação

Na semana passada, leitores entraram em contato com a redação desta Gazeta para falar sobre a retirada dos brinquedos que ficavam no Largo Nossa Senhora do Bom Parto, no Tatuapé. Segundo algumas das informações, uma empresa particular estava cobrando ingresso de R$ 20,00 para andar de skate no espaço cercado. Diante das queixas recebidas, a reportagem foi até o Largo, precisamente na tarde do último dia 18, e verificou que placas de madeira foram colocadas sobre o chão e pintadas na cor azul; e que skate não era a modalidade praticada, e sim hoverboard. Também conferiu a existência de equipamentos de som, capacetes de proteção, um móvel em madeira, e um recepcionista que se identificou como Kaleo, da empresa “Runafest”, que confirmou a cobrança de R$ 20,00 pelo uso da pista, por 20 minutos. “Estamos aqui há 1 mês, e temos uma parceria com a Subprefeitura Mooca no projeto de revitalização da praça”, relatou o recepcionista.

O QUE DIZ A SUB

Questionada sobre o assunto, ainda na tarde da terça-feira, dia 18, a assessoria de imprensa da Subprefeitura Mooca encaminhou em nota a seguinte resposta: “A reforma da praça não contemplava nem a instalação nem a retirada de ATIs ou playground. Acontece que os brinquedos que estavam neste espaço estavam quebrados e ofereciam riscos aos usuários. Desta forma, a subprefeitura os retirou e disponibilizou o espaço para uso da comunidade. O uso é livre e não há cobrança por isto. Em caso de eventos temporários autorizados pela subprefeitura, estão de acordo com a legislação. Quanto aos novos brinquedos, estamos aguardando liberação de verba para reinstalação dos mesmos.” Sobre o destino dado aos equipamentos, a subprefeitura pronunciou o seguinte: “a retirada de equipamentos só ocorre quando solicitada por munícipes via SAC ou por motivos de segurança aos usuários. Uma vez retirados são depositados em local apropriado para serem encaminhados como sucata. Não dispomos de pessoal, equipamentos ou peças para manutenção”, completou a assessoria de imprensa.

RETIRADA DOS BRINQUEDOS

A reforma a que se referiu a pasta foi feita recentemente através de emenda parlamentar do vereador Toninho Paiva. Os serviços foram realizados por uma empresa terceirizada sob a orientação da própria subprefeitura. Durante uma das visitas do parlamentar ao endereço, durante as obras, ele se queixou de algumas imperfeições e também da situação do playground, que já estavam com alguns brinquedos quebrados. De acordo com Jailson dos Santos, ninguém foi consultado sobre a retirada dos brinquedos, e que ele mesmo havia ajudado a consertar alguns equipamentos. “Um absurdo usar comercialmente o espaço. Quando vi não trinha mais nada lá”, relatou.

LOCAL VAZIO

Nossa equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do vereador Toninho Paiva, mas até o fechamento da edição, não foi encaminhada nenhuma resposta. Também retornamos ao local na quarta-feira, dia 19, quando foi constatado que não havia mais ninguém, nem ao menos o mobiliário e os capacetes que estavam até o dia anterior.

Deixe um comentário

*