Calder e seus ‘pupilos’

Calder e seus ‘pupilos’

O Itaú Cultural promove, até o dia 23 de outubro, a exposição “Calder e a Arte Brasileira”. Com curadoria de Luiz Camillo Osorio, e em parceria com a Expomus e a Calder Foundation, conduzida por Alexander S. C. Rower, neto do artista, em Nova York, a mostra apresenta 60 peças, sendo 32 do próprio artista, entre móbiles, guaches, maquetes, desenhos, óleos sobre tela e dois audiovisuais. E outras 28 produzidas por 14 brasileiros, que revelam a proximidade de seu trabalho ao do artista.

Os três andares do espaço expositivo da instituição ficam ocupados com o colorido e a leveza da obra do norte-americano Alexander Calder (1898-1976), pioneiro em arte cinética. O foco é a relação com o Brasil e sua disseminação no imaginário artístico brasileiro, apresentando obras de alguns de nossos artistas que foram direta ou indiretamente marcados por ele.

Aberta de terça a sexta, das 9 às 20 horas; sábado, domingo e feriado, das 11 às 20 horas. Entrada gratuita. Indicado para todas as idades. Local: Avenida Paulista, 149 – Bela Vista. Mais informações no telefone 2168-1777.

Deixe um comentário

*