CET abandona Conseg

CET abandona Conseg

Membros do Conseg do Parque São Jorge e moradores da região estão se sentindo preteridos pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A afirmação foi feita pela vice-presidente da entidade, Cristiane Casseb, durante reunião realizada no auditório da Unicid, na última segunda-feira, 14. Segundo ela, outros Consegs recebem a presença de um representante da Companhia praticamente todos os meses. Inclusive a vice citou como exemplo o Conseg do Tatuapé, pertencente ao 30º DP e à 1ª Cia. do 8º Batalhão da PM.

OUTUBRO DE 2014
Para Cristiane, é um absurdo o fato da CET não poder disponibilizar um funcionário uma vez por mês. A última reunião que contou com a participação de um representante da empresa no Parque São Jorge ocorreu em outubro de 2014. “O problema é que existem diversas irregularidades na região, inclusive relacionadas à falta de sinalização de solo e implantação de semáforos, porém não há a quem recorrer”, reclamou.

DESRESPEITO
Quem compartilhou da mesma opinião foi o morador Antonio Batista. Conforme ele, caminhões que prestam serviços ou retiram mercadorias na empresa localizada na Rua Santa Catarina, 685, não respeitam as normas de trânsito. Batista revelou que no dia 18 de agosto uma carreta quebrou e ficou atravessada na Rua Antonio Macedo.

CINCO HORAS
Contudo, a interdição da rua e desvio do trânsito foi feito por moradores e pela Polícia Militar, que compareceu no local. O veículo interrompeu o tráfego na via das 14 às 19 horas. “No período de cinco horas, nenhum agente da CET foi ao endereço para dar apoio aos motoristas”, denunciou o morador.

FISCALIZAÇÃO
Batista também se disse revoltado com o fato da Companhia agir de maneiras distintas durante o dia e à noite. Ou seja, no primeiro período, os caminhões podem fazer o que bem entendem nas proximidades da empresa, como estacionar em local proibido, na contramão, em frente a vagas de garagem, e não são autuados. Mas quando escurece, os funcionários da CET chegam ao mesmo lugar com vários carros e guinchos, aplicando multas e rebocando veículos. “Concordo que a empresa esteja cumprindo seu papel, no entanto, por que não o faz de maneira justa?”, questionou o morador.

DESCULPAS
Complementando a falta de entendimento das ações da CET, o presidente do Conseg, Rogério Félix Martins, afirmou que, nos últimos meses, a empresa apresentou as seguintes desculpas para não enviar um representante à reunião: “os funcionários não são encaminhados porque teriam de receber hora extra ou por conta de terem de atender muitos Consegs”.

Deixe um comentário

*