EMAGRECIMENTO – Flacidez e excesso de pele: saiba como reverter esse problema

EMAGRECIMENTO – Flacidez e excesso de pele: saiba como reverter esse problema

Responsável por envolver o corpo e denominar seu limite com o meio externo, a pele, o maior órgão do corpo humano, corresponde a 16% do peso corporal e exerce diversas funções necessárias para a sobrevivência do ser humano, como regulação térmica, defesa orgânica, controle do fluxo sanguíneo, proteção contra diversos agentes do meio ambiente e funções sensoriais de calor, frio, pressão, dor e tato. Por ser um órgão vital, a derme, nome científico da pele, necessita de cuidados especiais para que permaneça sempre saudável.

Um problema frequente para as pessoas que perdem muito peso é o excesso de pele, que se torna flácida. Essa pele, dependendo dos casos, pode criar dificuldades, pois além de interferir na autoestima da pessoa que finalmente conseguiu atingir o peso ideal, também pode acarretar em problemas de coluna. Outras questões relacionadas ao excesso de pele são as infecções bacteriana, fúngica e viral, que ocorrem devido à dificuldade de total higienização da derme.

TRATAMENTO

A cirurgia plástica é um método eficaz contra esse problema. “Existem procedimentos seguros e eficazes para melhorar o contorno corporal. Para escolher a opção mais certa em cada caso, o cirurgião plástico precisa analisar dois fatores principais: as regiões que precisam ser operadas e o grau de flacidez da pele. Pois, por exemplo, existem pessoas que ao perderem 20 kg ficam mais flácidas do que outras que eliminaram o dobro de peso”, afirma o cirurgião plástico Alderson Luiz Pacheco.

Segundo o médico, esta diferença entre o grau de flacidez é determinada por fatores genéticos e pelo estilo de vida de cada um. “Um indivíduo que se cuidou a vida inteira, adotando um estilo de vida mais saudável, com alimentação adequada, praticando esportes, controlando a exposição ao sol e não fazendo uso do cigarro, tende a apresentar uma pele melhor e, provavelmente, necessitará de intervenções de menor porte”, explica.

O doutor ainda ressalta que apesar de cada caso possuir sua singularidade, os procedimentos mais utilizados quando o excesso de pele acontece na barriga são a miniabdominoplastia ou abdominoplastia.“A primeira é indicada para quem apresenta uma protuberância na parte inferior do abdômen, causada por sobra de pele. Para sua realização, o médico faz uma incisão de 8 a 12 cm no púbis e descola a pele, cortando o excesso e completando com a sutura”. A abdominoplastia, segundo depoimento do especialista, é para indivíduos que sofrem com flacidez de pele e muscular em toda a barriga.

Deixe um comentário

*