Entidades atendem problemas emocionais

Entidades atendem problemas emocionais

Muitas são as associações que ajudam as pessoas que sofrem com problemas emocionais. Seja pelo consumo de drogas ou pelo abuso de bebidas, pela compulsividade ou pela complexidade de sentimentos diversos, a chamada “terapia do espelho” é um dos caminhos para o reconhecimento de que algo está errado.

A entidade Emocionais Anônimos, por exemplo presta atendimento em Ermelino Matarazzo, na Rua Manoel Patrício Lopes, 10, aos sábados, às 16 horas; e na Vila Curuçá, na Rua Giorgina Diniz Braghiroli, 128, também aos sábados, às 18 horas.

SEM PRESSÃO
Durante a sessão, não é feito nenhum comentário e a pessoa, diante de todos do grupo, tem sete minutos para desabafar. As pessoas estão livres para se expressarem e no final elas acabam percebendo que falta uma força maior para combater o problema. E é neste sentido que a terapia é importante, pois no decorrer dos encontros a vontade começa a aparecer e naturalmente as mudanças positivas vão acontecendo.

Em média, são cerca de 12 participantes nas reuniões do Emocionais Anônimos e, destes, aproximadamente 10% seguem a programação e passam a integrar o programa. Há muita resistência por parte das pessoas em procurar ajuda e reconhecer que algo está errado. Então, quando isso acontece é uma vitória. Para participar basta querer se recuperar emocionalmente.

OUTROS GRUPOS

O Narcóticos Anônimos trabalha o programa de total abstinência de todas as drogas e o único requisito para ser membro é o desejo de parar de usar. Os encontros acontecem na Rua Monte Serrat, 230, dentro do Centro Esportivo Brigadeiro Eduardo Gomes; na Praça Silvio Romero, no salão da Paróquia Nossa Senhora da Conceição; e na Rua Maria Eugênia, 158, na paróquia Cristo Rei. Mais informações podem ser obtidas no site www.na.org.br.

O Neuróticos Anônimos – N/A trabalha o programa de recuperação para pessoas com problemas mentais e emocionais, como angústia, ansiedade, ciúme, depressão, fadiga, insônia, inveja, medo, nervosismo, pânico, sentimento de culpa e solidão. Informações sobre locais de atendimento podem ser conferidos no site www.neuroticosanonimos.org.br. No Belém há o Grupo Alcoólicos Anônimos que se reúne no Largo São José do Belém, 37.

Deixe um comentário

*