Estado e município retomam  programa Córrego Limpo

Estado e município retomam programa Córrego Limpo

Governo do Estado, Prefeitura e Sabesp estão retomando as ações do Programa Córrego Limpo. Criado em 2007, o programa funcionou de forma integrada entre as esferas estadual e municipal até 2012.

Desde o início, o projeto já despoluiu 149 córregos, numa área de aproximadamente 200 km2. A vazão de esgoto retirada dos córregos atingiu 1.500 litros por segundo e o objetivo do programa é melhorar a qualidade de água dos mananciais, rios e córregos, através de adequações no sistema de esgotamento sanitário do entorno dos córregos, trabalhos de manutenção e educação ambiental.

Para o presidente da Sabesp, Jerson Kelman, “esta é mais uma parceria da Sabesp com a nova gestão na Prefeitura que vai contribuir para que a população seja beneficiada com o trabalho conjunto. O Programa Córrego Limpo é fundamental para a despoluição dos nossos rios, inclusive do Pinheiros e do Tietê”.

À Sabesp cabe mapear, inspecionar e realizar a manutenção de redes coletoras, executar obras de remanejamento, ligações, interligações e prolongamento de redes coletoras, monitoramento da qualidade das águas e conscientização da população local.

Já as Prefeituras Regionais são responsáveis pela limpeza do leito e das margens dos córregos (corte de mato, retirada de entulho etc.), manutenção de galerias de águas pluviais (GAP) e bocas de lobo, verificar possíveis ligações irregulares nas GAPs, contenção de margens, fiscalização de imóveis que não estejam conectados às redes coletoras e reurbanização de fundos de vale para permitir a implantação da infraestrutura de esgotamento.

CRUZEIRO DO SUL

Entre os córregos recuperados, de acordo com a Prefeitura, está o Cruzeiro do Sul, em São Miguel Paulista. Ele possui 18 km de redes coletoras de esgoto, em que foram realizadas varreduras em toda sua extensão para identificar reparos e melhorias. Para a despoluição do córrego foram instalados 3,5 km de rede para coleta e afastamento de esgoto e executadas 596 novas ligações de esgoto. O investimento realizado pela companhia foi de R$ 3,5 milhões. Com isso mais de 2 km de cursos d’água chegam limpos ao rio Tietê.

Ainda de acordo com a Prefeitura, do total de 149 córregos recuperados, 47 ficaram totalmente sem manutenção nos últimos anos. Por isso, as Prefeituras Regionais responsáveis retomarão os serviços de zeladoria no local, com poda no entorno e retirada de entulho. Elas também farão intervenções em outros 22 córregos recuperados que sofreram invasões em suas margens.

Na região de Itaquera, o córrego Rio Verde, na Avenida Jacu-Pêssego, em toda a sua extensão, está perdendo a batalha para o esgoto que diriamente é depositado em suas águas. Quem sabe agora estas águas possam ser recuperadas. Fica o alerta deste semanário.

Deixe um comentário

*