Kanguru Supermercado completa 50 anos

Kanguru Supermercado completa 50 anos

Kanguru Supermercado está em festa. E não é uma comemoração qualquer. Isso porque neste mês de outubro este tradicional comércio do Tatuapé completa 50 anos de atividades. O jubileu de ouro está sendo recebido com muito orgulho, alegria e satisfação pela família Jerônimo, que teve seu empreendedorismo iniciado com o casal Antonio Joaquim Jerônimo e Erminda Augusta Jerônimo. “Viemos lá da terrinha, de Portugal, no ano de 1954.

Até os anos 60 ficamos com um bar e restaurante na Rua Visconde de Parnaíba, 2.506. Depois viemos para a Rua Antonio de Barros, para a Padaria Brasiluso, que era dos mesmos donos da Padaria Rio de Janeiro, do Jaime Ventura, que faleceu recentemente. Meus pais compraram o estabelecimento, nascendo então a Cantina do Jerônimo. Até 1964, mais ou menos, continuamos trabalhando com o restaurante.

Depois abrimos um mercadinho, no número 258”, conta Adriano Joaquim Jerônimo. Mas, e o nome? “Ficou aquela indecisão. Com a colaboração de um grande amigo, o Paulo Cruz, que morava no bairro, perto da antiga estação da Quinta Parada, certo dia, entre tantos nomes gostamos de Canguru. Achamos legal, porque tem a bolsa.

Mas resolvemos fazer diferente: escrever Canguru com ‘K’. E assim nasceu o nome e foi dado início à história do supermercado. Era pequeno, com apenas duas lojas, até que depois de uns 20 anos compramos o prédio atual, no número 285, na mesma rua, da família Ananíades”, relembrou Adriano.

EXPANSÃO

O sucesso e o reconhecimento foram aumentando com o passar dos anos e a estrutura precisou ser expandida. “Depois compramos a parte do Dargan, em 1994, e assim foi indo. Agora, recentemente, realizamos uma grande reforma e colocamos uma bela parte de frios, com geladeiras novas, padaria, parte de verduras, sendo que algumas vêm do Hotel Monte das Oliveiras, que é outra propriedade nossa. Tem chalés, restaurante para mil pessoas, piscina coberta aquecida e climatizada, esporte de aventura e muito mais. É um cartão de visitas. Todo mundo que vai gosta. Mas continuamos trabalhando aqui, no supermercado, de segunda a sexta.

No fim de semana a família está lá.” O patriarca Antonio Joaquim Jerônimo, falecido há 20 anos, trabalhou com a família até o ano de 1964, quando seguiu novos rumos comerciais. Ele não chegou a ver a expansão do Kanguru. Mas sua esposa, Erminda, falecida há 12 anos, aos 86 anos, sim. “A minha mãe estava o tempo todo ao lado dos filhos (Maria, Alexandrina, Francisco Antonio e Adriano). Ela gostava do que fazia, de participar. Só olhava pra frente. Nunca pra trás. Só parou mesmo quando ficou doente.”

O Kanguru Supermercado sempre participou de festas comemorativas do bairro

O Kanguru Supermercado sempre participou de festas comemorativas do bairro

O Banco Bradesco da Rua Antonio de Barros homenageou a família Jerônimo pela passagemdos 50 anos do supermercado

O Banco Bradesco da Rua Antonio de Barros homenageou a família Jerônimo pela passagemdos 50 anos do supermercado

O jubileu de ouro está sendo recebido com muito orgulho,  alegria e satisfação pela família Jerônimo

O jubileu de ouro está sendo recebido com muito orgulho, alegria e satisfação pela família Jerônimo

A família Jerônimo trabalha empenhada e envolvida e assume que ama o que faz

A família Jerônimo trabalha empenhada e envolvida e assume que ama o que faz

PARTE DO BAIRRO

Inevitável não dizer que o Kanguru Supermercado evoluiu, cresceu e faz parte da história do Tatuapé. “Depois que viemos para a Rua Antonio de Barros, sempre participávamos de tudo quanto era festa. Fizemos parte do Clube dos Lojistas, da Sociedade Amigos do Bairro do Tatuapé, do Rotary Club Penha, e digo mais: fiz inúmeros amigos através do Kanguru”, conta feliz Adriano. Com uma trajetória de vida praticamente toda no bairro, o empresário diz tirar a camisa para o Tatuapé. “É um bairro bom, tradicional e que tinha muitas indústrias.

Aqui mesmo na rua era cheio de comerciantes famosos, como Tapeçaria Chic, Consórcio Almeida Prado, Móveis Rio de Janeiro, Sineral, Loja Sanger (de eletrodomésticos e roupas) que era no nosso prédio. Elas fazem muita falta para a Antonio de Barros. Deu um aperto no coração quando elas foram saindo. E digo mais. Tenho uma lembrança muito boa de quando fui presidente do Clube dos Lojistas.

Como fazíamos muitas decorações na rua, o nosso prefeito recém-eleito, o João Doria Junior, quando trabalhava na Paulistur, nos atendia muito bem. Ele sempre ajudou o Clube do Lojistas, dava prendas para a Rua Antonio de Barros. Ele sempre foi muito prestativo. Sabe, tudo isso a gente recebeu e fez com muito amor e carinho”, recordou saudoso.

MAIS 50 ANOS

Adriano concluiu. “Olha, é uma história maravilhosa a do Kanguru. Com a idade que tenho, 72 anos, quero trabalhar mais uns dez anos. Sinto que vai acontecer como com a minha mãe. Ela saiu daqui só porque estava doente. E assim será com toda a família. Amamos o que fazemos. Primeiro vieram os pais, depois nós, os filhos, depois os nossos filhos (Fernando, Lília e Leila) e em seguida serão os quatros netos. Que venham mais 50 anos.”

HOMENAGEM

Na semana passada, Adriano recebeu uma placa de prata. Ela foi ofertada pelo Banco Bradesco da Rua Antonio de Barros à família Jerônimo pela passagem dos 50 anos do Kanguru Supermercado. A entrega foi feita pelo gerente Renato Stabile e a assistente comercial Priscila Tavares.

Deixe um comentário

*