O prazer da alimentação: dicas comprovam que é possível ter uma vida normal com diabetes

O prazer da alimentação: dicas comprovam que é possível ter uma vida normal com diabetes

A diabetes é uma doença que atinge grande porcentagem da população brasileira e permite que as pessoas levem uma vida normal, desde que sejam feitos alguns ajustes básicos na alimentação e na rotina de exercícios físicos.

Apesar dessas mudanças alimentares, o sabor da comida não deixará de ser prazeroso, já que, com as receitas e indicações certas, é possível montar cardápios deliciosos. Sendo assim, nenhum pessoa com diabetes deixa de comparecer e aproveitar reuniões familiares e happy hours por causa da alimentação.

O controle também pode ser feito facilmente, já que modelos comuns de monitores glicêmicos permitem a checagem da concentração de açúcar no sangue após a ingestão de cada alimento ingerido ou em intervalos variados. O índice glicêmico também aumenta se a pessoa deixa de comer por um longo período de tempo, por isso é fundamental a alimentação de 3 em 3 horas. Para equilibrar melhor a alimentação, as porções podem ser divididas entre café da manha, almoço, lanche da tarde, janta, lanche noturno, etc.

Uma dica essencial é a moderação do açúcar. Um controle apropriado deve ser feito em relação à ingestão de chocolates, tortas e bolos. No entanto, esses alimentos não necessariamente devem ser extinguidos completamente da alimentação, mas sim consumidos com cuidado e precaução.

O paciente com diabetes deve ter cuidado também com as frutas, pois, apesar de conter nutrientes e outras vitaminas, elas possuem também um número muito grande de frutose. Em excesso, a frutose pode desencadear picos de glicose e causar desconfortos.

Os carboidratos devem ser cortados das refeições, já que eles possuem suplementos essenciais para o fornecimento de energia. Porém, é recomendável apostar em carboidratos complexos e ricos em fibras, como aveia, e cereais integrais. Nesses alimentos, as cadeias complexas demorar mais tempo para serem absorvidas e mantém os níveis de glicemia mais estáveis.

Além disso, legumes e verduras devem fazer parte das refeições diárias dos diabéticos, isso porque esses alimentos têm um índice glicêmico baixo e fornecem nutrientes fundamentais para o bom funcionamento do organismo.

A dieta balanceada também deve ser acompanhada por exercícios físicos, como caminhada, natação ou outros esportes. Recomenda-se pelo menos 30 de minutos de atividades físicas diária para auxiliar no controle do peso melhorar as funções cardiovasculares. Também é fundamental o consumo de, pelo menos, 2 litros de água por dia, pois os pacientes com diabetes possuem um processo demorado de cicatrização e a água auxilia nesse fator.

Deixe um comentário

*