Parque do Carmo poderá ter ajuda da iniciativa privada

Parque do Carmo poderá ter ajuda da iniciativa privada

A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informou à Gazeta da Zona Leste que, no dia 9 de maio, terça-feira, o prefeito João Doria e o secretário do Verde e do Meio Ambiente, Gilberto Natalini, se reuniram na sede da Prefeitura para anunciar o início do processo para a concessão de 14 parques municipais. Neste modelo serão ainda formados “combos”.

Ou seja, será estudada a possibilidade de cada empresa concessionária que se comprometer com cada um desses espaços, se comprometer também com mais três ou quatro parques. O que pode ser uma ótima para a região de Itaquera. Isso porque o Parque do Carmo está na lista destes primeiros 14 parques a serem beneficiados com o projeto e, quem “adotá-lo”, poderá cuidar também dos parques Rio Verde e Raul Seixas.

Nesta primeira etapa, Ibirapuera, Aclimação, Anhanguera, Buenos Aires, Carmo – Olavo Egydio Setúbal, Cemucam – Centro Municipal de Campismo, Chácara do Jockey, Chuvisco, Cidade Toronto, Independência, Jardim da Luz, Trianon – Tenente Siqueira Campos, Vila Guilherme – Trote e Vila Prudente – Ecológico Profª. Lydia Natalizio Diogo, são os parques municipais que fazem parte do edital.

MUTIRÃO

Ainda na Zona Leste, o Programa SP Cidade Verde foi lançado no Parque do Carmo, no dia 6 de maio, na presença do prefeito e do secretário do Verde. Através da empresa de remédios Ultrafarma, 150 mudas de árvores foram plantadas no espaço durante a ação. A meta, de acordo com a Prefeitura, é chegar a 600 mil mudas em toda a cidade, até 2020. Outra ideia é incentivar as pessoas a plantarem árvores em seus quintais.

A apresentação aconteceu durante o grande mutirão de limpeza que há muito tempo vinha sendo reivindicado pelos frequentadores, através do programa Faça Seu Bairro Lindo. Devido aos inúmeros problemas de manutenção e limpeza, o parque segue perdendo em qualidade. Desde o final de 2016, os trabalhos foram finalizados pelas empresas até então contratadas e um novo processo de licitação ainda segue em andamento.

O programa Faça Seu Bairro Lindo conta com o auxílio de voluntários dos bairros e equipamentos cedidos pelo município para a realização de mutirões de zeladoria. No Parque do Carmo, a ação foi organizada pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente e Prefeitura Regional Itaquera, e contou com o recolhimento do lixo, rastelagem, limpeza e reparo dos bebedouros, pinturas das guias e limpeza dos banheiros.

LICITAÇÃO

Segundo maior parque municipal de São Paulo, com 2.388.930,00 m², o Parque do Carmo tem muita demanda de manutenção. Além dos cuidados com o lago, as mesas dos espaços dos quiosques são antigas e precisam ser trocadas, assim como os velhos bancos de madeira espalhados pelo espaço. Também há um equipamento histórico que funciona parcialmente: o monjolo.

Trata-se de uma máquina hidráulica rústica, que foi introduzida no Brasil pelos portugueses durante o período colonial. Ele podia ser usado para descascar e triturar grãos secos. Formado por uma haste de madeira suspensa, de forma que a parte que suporta o pau do pilão é maior que a outra, termina por um cocho que enche com a água proveniente de uma calha, fazendo assim levantar o pau do pilão.

Quando está cheio o cocho, este faz baixar a haste e, quando o cocho despeja a água, a outra extremidade cai sobre o pilão. Só que, pela falta de manutenção, este processo não está sendo feito por completo.

A reportagem questionou estas situações com a secretaria e também sobre a licitação. De acordo com a pasta, a licitação seguirá em andamento para os parques que não entrarem em concessão. “Enquanto isso não acontece, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente está organizando mutirões de limpeza e revitalização em diversos espaços em parceria com entidades, prefeituras regionais e a ajuda da própria população.”

Deixe um comentário

*