Procuradores podem pôr tudo a perder

Realmente o Ministério Público, depois da Constituição de 1988, ganhou tantos poderes que hoje tudo pode, mais até que os próprios juízes e poucas vezes dão bola para os advogados. Hoje eles são os todos poderosos.

Infelizmente, os erros da juventude acabaram atacando Deltan Dallagnol e sua equipe. Fizeram um show e comprovaram muito pouca coisa. A denúncia focando a corrupção e a lavagem de dinheiro foi muito pouco por tudo o que fez o Lula e deixou brechas incríveis para a defesa. Os advogados vão deitar e rolar sobre esse espetáculo que poderia ser evitado. Faltou o principal: exibir as provas. Só alegar e presumir não resolve, a presunção é subjetiva, as provas são objetivas.

Claro que acreditamos que tais provas estejam no processo, onde deve haver muito mais coisa e que estão sendo reservadas. Não sabemos até onde vão tais investigações mas, se existem, então porque não fazer logo o apanhado geral e vir a público explicar, e não apenas apresentar uma parte e deixar sempre a dúvida de que o juiz Moro poderá até recusar a denúncia.

O juiz não é obrigado a aceitar a denúncia, ou pelo menos em sua íntegra. Não se esqueçam que vivemos no mundo do direito e os fatos devem amoldar-se ao direito e não este aos fatos. A lei é fria a um texto, e o fato deve estar enquadrado nela e se enquadrado o juiz aplica a lei.

Moro tem sido muito cuidadoso, vejam que até agora praticamente nada foi reformado, todas as suas sentenças têm sido objeto de recursos, os tribunais não têm reformado, com certeza, todas elas são muito bem fundamentadas, não será o clamor popular que o irá fazer falhar.

Os nobres procuradores são jovens demais, podem ser muito competentes, mas falta-lhes experiência e sensibilidade, estão sendo levados pela paixão e o desejo de tornarem-se salvadores da pátria.

Toda a pirotecnia deu chance a Lula, mais do que nunca, de colocar-se como vítima, como Dilma se colocou com a história do “golpe”. Permitiu que ele chorasse, chamasse todos os seus asseclas, correligionários e companheiros para aplaudir sua fala cheia de emoção e de apelação, colocando-se tão importante como Jesus, chegando a dizer que só Jesus é melhor do que ele.

Comparou-se a grandes políticos do passado como se pudesse chegar aos pés de um Juscelino, Jânio e Getúlio ou até Tiradentes. É inacreditável que ainda somos obrigados a ouvir discursos como esses, ufanistas, vazios e carregados de ódio e de erros históricos, sem falar nos erros de português.

Tudo isso graças aos jovens procuradores que podem até pôr tudo a perder, pois estão dando armas para que o todo poderoso se cerque de seguidores e até forme uma resistência, que pode abalar a própria estrutura política. Se eles prosseguirem nessa forma de agir, sem dúvida poderemos ter um show de corrupção que ficará impune, em razão de falhas da própria justiça.

Vamos ter a paciência de juntar todas as peças e depois tomar as providências com coerência e de forma firme, sem nenhum risco de retorno. O tiro tem que ser certeiro, como aliás tem acontecido com os demais. o Bumlai acaba de ser condenado a 9 anos de prisão, fruto de uma investigação bem feita, madura e consistente, como deve ser a do Lula.

Deixe um comentário

*