Quando o ‘Cidade Linda’ será no Tatuapé?

Quando o ‘Cidade Linda’ será no Tatuapé?

Em dezembro de 2016, esta Gazeta alertou para as então subprefeituras Aricanduva e Mooca, agora Prefeituras Regionais, sobre os problemas dos buracos em algumas ruas do Tatuapé. Entretanto, de volta aos endereços neste mês de janeiro, nenhuma operação tapa-buraco foi realizada.
São eles: Rua Emílio Mallet esquina com a Rua Francisco Marengo, onde o concreto do sarjetão está com um grande buraco; Rua Guaraciaba, em que o asfalto segue soltando principalmente em decorrência das fortes e consequentes chuvas, formando vários buracos. O Viaduto Antonio Abdo também não recebeu reparos. Continuam em todas as suas emendas os desgastes que colocam à vista ferros e abrem buracos. Isso acontece no sentido da Avenida Celso Garcia.

Cratera continua lá, na calçada entre as ruas Icaraí e Honório Maia

Cratera continua lá, na calçada entre as ruas Icaraí e Honório Maia

 Buraco na emenda do Viaduto Antonio Abdo

Buraco na emenda do Viaduto Antonio Abdo

Buraco no concreto na Rua Emilio Mallet, esquina com a Rua Francisco Marengo

Buraco no concreto na Rua Emilio Mallet, esquina com a Rua Francisco Marengo

Outro caso grave fica bem na esquina da calçada entre as ruas Icaraí e Honório Maia. Continua lá a cratera que impede a travessia dos pedestres e das pessoas cadeirantes. Com as chuvas, a situação tornou-se ainda mais complexa. Também já noticiado por esta Gazeta, na Rua Antonio de Barros, na altura da faixa de pedestres da Rua Santa Gertrudes, a Prefeitura também não fez os reparos necessários para tapar o buraco que segue aumentando na via.

Agora, as duas Prefeituras Regionais contam com novos prefeitos regionais. São eles: Luiz Carlos Frigerio (Aricanduva) e Paulo Sergio Criscuolo (Mooca). Eles têm a responsabilidade de colocar a zeladoria do Tatuapé, bairro que é dividido entre as duas administrações, em dia. Aliás, um dos principais problemas apontados pelos moradores é justamente a falta de recapeamento e de reparos mais precisos para que os buracos não voltem mais a abrir.

De acordo com várias matérias já publicadas por este semanário, os buracos, em praticamente a sua totalidade, são recorrentes. Outras queixas: quanto à qualidade do material e dos reparos realizados.

Deixe um comentário

*