Quanto vale a vida do seu pet?

Quanto vale a vida do seu pet?

Quantos lares brasileiros estão de fato preparados financeiramente para custear emergências em seus pets? Apesar do amor que é dado aos animais, muitas vezes seus tutores esquecem que a prevenção ainda é a melhor forma de mantê-los felizes e saudáveis.

Não é novidades que os animais hoje constituem o que chamamos de família multiespécie, ou seja, atualmente as famílias não são mais classificadas pelos laços de sangue, mas sim, pelos laços afetivos. Cães, gatos e diversas outras espécies são tidos como membros da família.

No entanto, alguns lares brasileiros ainda não oferecem aos animais os mesmos cuidados com a saúde que oferecem para os humanos, muitas vezes por não saberem que é possível, por exemplo, que seus pets podem ter um plano de saúde igual ou até mesmo superior ao que temos ao nosso dispor.

Além disso, quantas famílias – de fato – reservam um fundo financeiro pensamento em emergências ou pensando no envelhecimento do animal que, assim como nós, acarreta em muito mais cuidados e gastos?

Gastos com animais de estimação no Brasil

Dados da Abinpet mostram que em 2015 houve um faturamento de 18 bilhões no mercado pet.  Quase 68% desse valor é voltado para o mercado de alimentos e apenas 7,8% voltado para os cuidados veterinários. Ainda segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, os gastos médios mensais com cães e gatos (alimentação, banho e tosa, veterinário e produtos como antipulgas), variam entre R$ 216,50 e R$ 411,32, dependendo do tamanho do animal.

Com base nesse cenário, a aquisição de um plano de saúde para pets resulta em gastos menores e num investimento que sem dúvida traz muito mais tranquilidade para os lares. Hoje  os valores variam de R$ 68 a R$ 323.

Convênio para animais

É necessário pensar que animais também podem passar por emergências médicas, imprevistos, e claro, pelo envelhecimento. Assim sendo, quantas famílias estão realmente preparadas para estes momentos? Um procedimento de emergência, pode, por exemplo, custar R$ 2 mil. Enquanto que se o pet tivesse um plano de saúde o cenário seria diferente.

“As famílias estão realmente cada vez mais dedicadas aos seus animais e estão aprendendo a cada dia as melhores maneiras de oferecer bem-estar e qualidade de vida aos seus pets. No entanto, quando se trata de saúde, ainda é preciso avançar e mostrar que além do amor, o animalzinho também necessita de cuidados e prevenção. Prevenir ainda é a maior forma de amor que um tutor pode oferecer ao seu pet”, explica o diretor-veterinário da Health For Pet,  Jose Roberto Souza Ribeiro.

Deixe um comentário

*