Reforma da Previdência é necessária

É importante informar-se bem, entender e, só depois, criticar.

A grande questão que está permeando essa situação é que ninguém confia no governo. Quando o presidente fala que a Previdência está falida, ninguém acredita.

O que se sabe é que a falência não é por causa dos aposentados da atividade privada, mas especialmente da vida pública.

Os grandes gastos estão na aposentadoria pública, pois ninguém sabe explicar porquê os funcionários da atividade pública, ao se aposentarem, continuam ganhando o mesmo salário, benefícios e aumentos dos que estão na ativa, sem qualquer limite.

Bem diferente dos aposentados da atividade privada que, quando se aposentam, passam a ganhar muito menos do que ganhavam na ativa e estão limitados a 5 salários mínimos, desde que cumpridas todas as condições que lhe permitem receber esse valor. E, ainda, como sofrem correção inferior ao próprio salário mínimo, acabam tendo sensível redução.

Aqueles que se aposentaram por 5 salários, já no ano seguinte estarão ganhando menos e assim infinitamente.

Isso não acontece apenas com os funcionários públicos. Além deles, deputados se aposentam com 8 anos de mandato ou até menos, dependendo de sua contrubuição anterior e os militares têm aposentadoria especial.

Tudo isso conspira contra a reforma da aposentadoria. As pessoas não acreditam que a Previdência esteja quebrada. As pessoas não aceitam que funcionários da atividade privada somem perdas sobre perdas e tenham de obedecer regras diferentes dos funcionários públicos. Com isso, entendem que serão mais uma vez iludidos e só sairão prejudicados. A solução seria igualar todos, pouco importando se da vida pública ou privada.

Se continuarmos nessa toada, cada vez mais menos gente pagando e mais gente recebendo e, mesmo com o fim da crise, a arrecadação não deve aumentar. A própria automação da indústria e dos serviços reduz o número das pessoas empregadas. Há forte tendência, em razão da informática, das pessoas trabalharem em casa.

São coisas que devem ser pensadas. Para quem já está aposentado não acontece nada, tudo continua como está. Os direitos adquiridos pelas pessoas que estão para se aposentar serão preservados, e para os que devem iniciar irão obedecer as novas regras.

Apesar de todo descrédito, será preciso, em um determinado momento, dar uma chance a esse governo.

Deixe um comentário

*