Repasse a atletas olímpicos e paraolímpicos do Corinthians

Repasse a atletas olímpicos e paraolímpicos do Corinthians

Natação, voleibol, handebol, judô, basquetebol, tae kwon do e tênis olímpicos e também a natação paraolímpica. Essas modalidades do Sport Club Corinthians Paulista receberão recursos descentralizados pela Confederação Brasileira de Clubes – CBCf para a formação de seus atletas olímpicos e paraolímpicos contemplados por convênio a ser celebrado em cerimônia na terça-feira, dia 21, na sede do clube, no Parque São Jorge.

“O Sport Club Corinthians Paulista ao contrário do que muitos pensam não é só futebol. São mais de 30 modalidades praticadas diariamente e, agora, com o incentivo, buscaremos muito mais”, explicou Roberto de Andrade.

Os recursos são oriundos dos concursos de prognósticos federais e descentralizados pela CBCf por conta da Lei 9.615/98. A Nova Lei Pelé, como ficou conhecida, incluiu a CBCf como beneficiária de 0,5% do total da arrecadação e colocou a entidade como responsável na gestão e repasse destes recursos para fins de formação de atletas olímpicos e paraolímpicos nos clubes esportivos brasileiros, celeiro destes talentos.

O Corinthians enviou o projeto intitulado “Corinthians Olímpico” por meio de chamada pública (Edital de Chamamento Interno de Projetos no 5), o qual foi analisado e classificado por uma comissão técnica especializada, privilegiando a democracia e transparência no processo. Tal edital prevê a aquisição e instalação de materiais e equipamentos esportivos.

“O clube precisa ter um trabalho reconhecido, uma experiência na modalidade que apresentou a proposta, ter estrutura, recursos humanos e demais requisitos como a adequação do seu estatuto e estar em dia com os tributos públicos”, explicou a ex-jogadora de vôlei e medalhista olímpica Ana Moser, uma das integrantes desta comissão técnica que analisa e classifica tais projetos.

Durante o evento, o presidente da CBCf, Jair Alfredo Pereira, assinará o convênio na presença de convidados e atletas e fará a entrega de cheque simbólico no valor do projeto ao presidente do clube, Roberto de Andrade.

Deixe um comentário

*