Rua Ipojuca – Motoristas ignoram placa

Rua Ipojuca – Motoristas ignoram placa

Moradores da Rua Ipojuca, no Tatuapé, reclamam da falta de respeito de motoristas de caminhões e ônibus. Segundo eles, mesmo com a existência de uma placa de proibição colocada bem na esquina com a Rua Padre Adelino, muitos entram na via sem nenhuma preocupação. No entanto, no final da Ipojuca, para chegar à Avenida Salim Farah Maluf, sentido Marginal Tietê, os caminhoneiros precisam virar à direita na Rua Santa Lúcia. Contudo, como a curva é estreita, os veículos sobem sobre as calçadas e canteiros, além de derrubar postes, dependendo da velocidade imprimida pelos condutores.

A placa de sinalização foi colocada na rua por se tratar de um endereço com vários imóveis residenciais e comerciais, sem contar o fato das calçadas serem muito estreitas. Ou seja, quando os veículos maiores não destroem todo o passeio, eles impedem a passagem dos outros carros, pois ficam travados na curva, sem a possibilidade de fazer manobras. Quando isso acontece, muitos motoristas forçam a passagem e geram uma série de transtornos para quem vive no local.

Em pelo menos dois pontos específicos, nas esquinas das ruas Ipojuca com Padre Adelino e Ipojuca com Santa Lúcia, os pisos das frentes das casas foram refeitos recentemente, após a passagem de carretas com toneladas de produtos. Aos poucos, todo o calçamento vai rachando e os moradores são obrigados a preencher os buracos com concreto.

Moradores e comerciantes da Ipojuca e da Santa Lúcia agora ficam na expectativa de que agentes da CET compareçam aos endereços para constatar o problema e autuar os motoristas infratores. A regra de trânsito atual indica ao condutor que ele deve acessar a rua da Praça Manoel Borges de Souza Nunes para chegar à Santa Lúcia.

Deixe um comentário

*