Santa Marcelina inaugura banco de perucas

Santa Marcelina inaugura banco de perucas

O Cabelegria, ONG que confecciona perucas para pacientes com câncer, inaugurou, no dia 4 de agosto, um banco de perucas no Hospital Santa Marcelina, em Itaquera. A ONG, que existe desde 2013 e não tem sede, realiza um grande sonho ao conseguir montar algo que sempre quis, mas não conseguia viabilizar. Em apenas três anos de atividades, já foram beneficiadas aproximadamente 400 pessoas.

Desde sua criação, o Cabelegria conseguiu arrecadar 80 mil doações vindas inclusive de outros países. O que era pra ser um projeto pontual tornou-se uma corrente mundial do bem. Foram beneficiadas mais de 150 crianças, 100 mulheres e mais de 60 doações feitas a hospitais e casas de apoio.

Atualmente a ONG tem capacidade para produzir mais de dez mil perucas devido a grande quantidade de mechas de cabelos arrecadadas, mas as perucas produzidas – uma média de 15 a 20 por mês, são feitas apenas por uma costureira voluntária.

“Nós não temos fila de espera. Conseguimos mandar por Sedex ou entregamos pessoalmente todos os pedidos”, explica Mariana Robrahn, fundadora do Cabelegria. “Com este banco de perucas que fica em uma sala feita exclusivamente pelo Hospital Santa Marcelina para a ONG, a visibilidade será maior, assim como a entrega mais eficiente.”

PARA PACIENTES

Primeiramente o banco de perucas será direcionado às pacientes do hospital. Trata-se de um projeto piloto que servirá de exemplo para novas parcerias em outras instituições. Filantrópico, o Santa Marcelina mantém 87% de seu atendimento dedicado ao SUS.

Dedicado às mulheres que fazem tratamento com quimioterapia e também àquelas que perdem o cabelo em razão de outras patologias, o projeto oferece, através de um showroom, cem modelos de perucas. As mulheres, ao entrarem na sala, podem ficar com aquela que mais se identificar.

Vale destacar que todas são feitas com mechas de cabelo natural.

De acordo com informações do hospital, cerca de 3.800 pessoas já passaram pelo tratamento oncológico somente em 2016.

Para quem quer ajudar, a ONG explica que, no momento, devido à grande quantidade de mechas doadas, não está em condições de receber mais.

Por isso, ela indica entrar em contato com a ONG Rapunzel Solidária, Orvan e Graac. Atualmente o Cabelegria precisa de ajuda para confeccionar as peças e também financeira, para bancar os custos de produção e envio das unidades, quando necessário.

O Hospital Santa Marcelina fica na Rua Santa Marcelina, 177, em Itaquera.

Deixe um comentário

*