Saúde começa pela boca

Saúde começa pela boca

Até mesmo o sorriso mais reluzente abriga um exército de bactérias.  Se você tem uma boa higiene, eles não incomodam, mas se a falta de limpeza é uma rotina em sua vida, esta é a senha para que estes micro-organismos pratiquem atos de vandalismo em sua boca. Um exemplo é o Streptococus mutans que ficam poderosos em contato com o açúcar, provocando as terríveis cáries. Outro exemplo é micro-organismo Prevotella intermedia, que prolifera em meio a resíduos alimentares e causam a gengivite, entre outras situações.

Os estragos que estes germes causam não se restringem à boca, estas bactérias estão vinculadas a outras doenças, em lugares bem distantes dali. A proliferação de bactérias na língua podem invadir o estômago e o aparelho respiratório, ocasionando gastrites e sinusites. Sangramentos gengivais abrem as portas para os germes invadirem o sangue e lançarem toxinas que podem causar infecções nas articulações e nos rins. Essa situação pode ser um grande problema para quem está com o sistema imunológico comprometido em virtude do estresse.

As gestantes também estão sujeitas às infecções originárias na boca, que podem causar inflamações na placenta, aumentando os riscos de abortos e partos prematuros. Em pessoas que sofrem com o diabete, a situação também é critica, a doença diminui a irrigação sanguínea da gengiva e favorece a proliferação de bactérias. Elas podem invadir outras regiões do organismo, causando infecções, deixando o diabético muito debilitado. Em pacientes diabéticos compensados o risco é reduzido.

Agora, se existe um órgão especialmente vulnerável, é o coração. Uma bactéria que na boca é inofensiva, o Streptococus viridans tem muita afinidade com o endocárdio, tecido que reveste o coração. Seu caminho pela corrente sanguínea sempre começa com um sangramento gengival ou em um canal do dente contaminado e infectado. Um vez instalada no coração, esta bactéria pode causar uma infecção grave, a endocardite bacteriana, doença que certamente leva suas vitimas à UTI. Este problema é mais comum em pessoas com enfermidades cardíacas congênitas ou que tenham malformações nas válvulas do coração, mais conhecido como sopro.

Ao dificultar a vida de bactérias que causam cáries, gengivites etc, você estará prevenindo doenças em outras partes do corpo, que podem levá-lo a morte. Peça a seu dentista orientações quanto a métodos preventivos específicos para você.

Deixe um comentário

*