Se nada for feito, asfalto deixará de existir

Se nada for feito, asfalto deixará de existir

E por falar em ruas esburacadas, o Parque São Jorge, no Tatuapé, há anos vem sofrendo com a falta de investimentos neste setor. A reportagem da Gazeta do Tatuapé, por várias edições, retratou os problemas apresentados. Mas, até este mês de setembro, nenhuma providência foi tomada.

Aliás, até mesmo as ações de tapa-buraco deixaram de acontecer na região. Pelo menos nas ruas onde a equipe percorre com mais frequência, nota-se que os problemas continuam os mesmos. Entre os exemplos está a Rua Dr. Miguel Vieira Ferreira.

A estreita ligação corta a Rua Icaraí e as irregularidades vão até a Avenida Celso Garcia. Ou seja, em toda a sua extensão. Ali a ação tapa-buraco não resolve mais. Só mesmo um novo asfalto para conter as inúmeras imperfeições. Mas, para o descontentamento de muitos, o recapeamento da via está bem longe de acontecer. Se nem mesmo o recapeamento de parte da Avenida Celso Garcia aconteceu, anúncio este feito pelo próprio prefeito João Doria, no início deste ano, quando esteve no Tatuapé, imagina vir investimento para trocar o asfalto de uma ligação menor.

Outro endereço que não oferece segurança aos condutores é a Rua Bernardo Magalhães. Além dos já conhecidos problemas de ondulações e trincas, a sinalização de solo passou bem longe de mais este logradouro no Tatuapé.

Deixe um comentário

*