Sedentarismo: índices preocupam

Sedentarismo: índices preocupam

Todos estão cansados de saber que fazer exercícios é essencial, simplesmente pela melhoria do metabolismo e de várias funções motoras, além de melhorar a aparência física. Mas parece que essa ideia ainda não repercutiu no Brasil ou todos fecharam os ouvidos para não escutar. O País possui um dos maiores índices de obesidade do mundo.

Segundo estudos do Instituto de Métrica e Avaliação para a Saúde (IHME) da Universidade de Washington, 52,5% dos homens e 58,4% das mulheres acima de 20 anos têm sobrepeso ou obesidade. O Ministério do Esporte divulgou que 45,9% da população em geral é sedentária e não praticou nenhuma atividade física ao longo do ano.

O ideal seria praticar esportes três vezes por semana, com duração mínima de 30 minutos. Carlos Vidal, personal trainer atuante no Rio de Janeiro, afirma que fazer essas atividades, alternando com uma musculação duas vezes por semana trará resultados mais rápido.

O sedentarismo está entre os dez principais fatores de risco que ameaçam a saúde. Carlos preparou algumas dicas para você sair do sofá e se exercitar. 1 – Faça uma avaliação física. Teste a sua flexibilidade, força e fôlego, isso pode ser feito por um profissional de Educação Física na própria academia que vai frequentar. 2 – Trace objetivos realistas. Isso pode ser motivador, desde que mantenha os pés no chão, almeje metas possíveis. 3- Escolha uma atividade com que tenha afinidade. Experimente diferentes modalidades até achar a certa para você. 4 – Comece aos poucos. Os exercícios não podem exigir muito, por isso respeite seus limites. 5 – Persista. É comum se desanimar, às vezes, pela monotonia ou por não conseguir ver os resultados imediatamente, mas a longo prazo vale à pena.

Deixe um comentário

*