Sorvete no inverno causa gripe? Médico responde

Sorvete no inverno causa gripe? Médico responde

Não há pesquisas que comprovem o surgimento de gripes e resfriados associado à ingestão de sorvetes

O sorvete é o queridinho do verão, mas quando chega o inverno surge a dúvida: tomar um picolé deixa a pessoa gripada? Refrescante e quase sempre fonte de cálcio e outros nutrientes, dependendo de cada sabor, o sorvete na verdade ajuda a aliviar a dor de garganta e não tem ligação comprovada com o surgimento de resfriados no inverno. O otorrinolaringologista Valmir Murbasch esclarece os mitos e verdades sobre o alimento.

NADA COMPROVADO
Não há pesquisas que comprovem o surgimento de gripes e resfriados associado à ingestão de sorvetes. O que provoca tais complicações são vírus e não picolés. De acordo com o médico Murbach, o consumo de alimentos gelados não traz risco nenhum à saúde. “Isso vem das ‘mães de antigamente’ que contavam essas histórias para os filhos. É um mito que foi passando de geração em geração”, explica.

Segundo o otorrinolaringologista, são poucas as pessoas que têm sensibilidade ao gelado. No geral, são condições climáticas é que favorecem o surgimento desses males, tais como a mudança brusca na temperatura, a poluição intensa e ar com pouca umidade.

SORVETE É BOM
Muitos duvidam, mas o sorvete pode ser um excelente alívio para quem está com dor de garganta. Não é à toa que médicos e dentistas recomendam o consumo do alimento para quem acaba de operar as amídalas ou extrair o temido dente do siso.

O sorvete é gelado e por isso evita hemorragias no local. “O raciocínio é o mesmo de quando a gente bate o joelho e coloca gelo para aliviar a dor”, explica Murbach. Além do mais, quando se está com a garganta muito inflamada, ingerir sorvete pode trazer mais conforto do que a ingestão de alimentos quentes, como chás e sopas.

ALIMENTO
Além de gostoso, o sorvete é um alimento altamente nutritivo. Alguns tipos chegam a conter 70% de leite em sua composição. Os de frutas costumam conter as vitaminas da fruta que compõe o sabor. “O sorvete cada vez mais deixa de ser apenas sobremesa para se tornar alimento, consumível em qualquer momento do dia e em qualquer estação do ano”, defende Thaine Cal, gerente de marketing da Sorvetes Jundiá.

Deixe um comentário

*