Tatuapé – Furtos de rodas e estepes continuam

Tatuapé – Furtos de rodas e estepes continuam

Na última segunda-feira, dia 10, o comandante da 2ª Cia. do 51º Batalhão da PM, capitão Edson Serra, e o delegado titular interino do 52º DP, Eduardo Eugenio Salaroli Kosovicz, apresentaram números para quem mora no Parque São Jorge. O capitão revelou que, em junho, boa parte dos índices de criminalidade permaneceu em queda, quando comparados ao mesmo mês do ano passado. Os únicos números que ficaram “empatados”, conforme ele, foram os relativos a roubos de veículos, pois foram sete em 2016 e sete agora.

PONTE DO TATUAPÉ

Serra destacou o fato de não terem sido registrados homicídios, latrocínios e roubos de carga. O capitão também lembrou da operação realizada embaixo da Ponte do Tatuapé, no final da Avenida Salim Farah Maluf. O comandante ressaltou ter encontrado e recuperado dezenas de celulares roubados, inclusive conseguiu encontrar um receptador no momento da abordagem. “Para que os suspeitos deixem de utilizar o lugar como ponto de comércio, a PM vai precisar do apoio da Prefeitura para fechar o acesso”, solicitou.

“Muitos motoristas insistem em estacionar seus carros na rua”

VEÍCULOS

O delegado do 52º DP salientou o fato de não ter recebido ocorrências mais graves no mês anterior. Contudo, ele avaliou ainda ser difícil manter muito baixo os índices relacionados a furtos de veículos. “Como a região possui duas universidades, um shopping e a estação do Metrô, muitos motoristas ainda insistem em estacionar seus carros nas ruas para ir a algum desses estabelecimentos. Porém, quando retornam, o automóvel não está mais na vaga”, contou Kosovicz.

ÁREA DO 30º DP

Estepes e rodas são alvo

Na área do 30º DP e 1º Cia. do 8º Batalhão da PM os furtos de rodas e estepes continuam afligindo os motoristas que estacionam seus carros na rua. O caso mais recente ocorreu na madrugada da última sexta-feira, dia 14, na Rua Santa Gertrudes, altura do número 40, próximo à Rua Francisco Marengo . Os suspeitos levaram tanto o estepe quanto outras três rodas de um Ford Eco Sport.

Dados da Polícia Civil dão conta de que os furtos de rodas ocorrem principalmente na Zona Leste. Conforme o órgão, foram quase 170 casos entre março e maio desde ano. No caso dos estepes, o crime espalha-se por toda a cidade e acontece com maior incidência do que o primeiro. Conforme a Polícia, há uma investigação em andamento para tentar desmantelar as quadrilhas especializadas nas duas modalidades de crime. A Secretaria da Segurança Pública informou que entre março e maio deste ano foram presos seis suspeitos de furtar rodas e estepes.

Deixe um comentário

*