Tatuapé – Locação de bikes quase cessa

Tatuapé – Locação de bikes quase cessa

As estações de locação de bicicletas existentes no Tatuapé e em outros bairros próximos estão praticamente abandonadas. Na maioria não há bikes e muitas já sofreram ações de vandalismo, com a retirada das placas solares, equipamentos de cartões, entre outros itens. Existem espaços em que o mato está crescendo e os ciclistas começam a criar novas opções, como a compra de bicicletas ou o uso do transporte público comum seja de ônibus, metrô ou trem.

As ciclofaixas e ciclorrotas criadas nos bairros quase não são utilizadas, pois não há uma campanha de aproximação dos ciclistas e muito menos sistemas de atendimento em casos de pequenos consertos, por exemplo. A Prefeitura também não investiu em áreas de descanso e os percursos estão longe de serem interligados ou, salvo algumas exceções, de estarem conectados com áreas verdes ou de lazer. Como legado do governo Haddad, o sistema foi adotado por Doria, mas precisa de muitos investimentos.

Queda de serviço foi de 41%”

A Estação Bike Sampa da Rua Diamante Preto está sem bicicletas há algum tempo

A Estação Bike Sampa da Rua Diamante Preto está sem bicicletas há algum tempo

Segundo dados divulgados pelo jornal O Estado de São Paulo, o serviço de locação de bicicletas do sistema Bike Sampa teve queda de 41,8% em um ano – passando de 703 mil viagens, entre agosto de 2015 e julho de 2016, para 409 mil, entre agosto do ano passado e julho de 2017.

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes informou que a nova gestão finalizou o decreto que regulamenta o serviço de compartilhamento de bicicletas. O novo formato, de acordo com a administração municipal, vai trazer mudanças, como a ampliação do sistema, incluindo o aumento na quantidade de estações.

O OUTRO LADO

Conforme a assessoria do Itaú-Unibanco, empresa patrocinadora do projeto, ainda não é possível divulgar as pretensões do grupo, porém, ela se comprometeu a apresentar novas informações em breve. O Itaú-Unibanco também fez questão de ressaltar a sua preocupação com a mobilidade urbana.

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) relatou ter finalizado o decreto que regulamenta o serviço de compartilhamento de bicicletas na cidade. O documento está em fase de tramitação e será publicado em breve.

Segundo a pasta, o novo modelo irá garantir melhorias, como a expansão do sistema para atender todas as regiões da cidade e maior integração com outros modais de transporte, de tal forma a favorecer uma parcela maior da população.

Deixe um comentário

*