TRÂNSITO – Tatuapé precisa de ações

TRÂNSITO – Tatuapé precisa de ações

Durante a reunião do Conseg Tatuapé, realizada na última segunda-feira, dia 19, no Colégio Amorim, o técnico da CET, Idesvaldo Alves, foi cobrado sobre a possibilidade de colocação de semáforo de pedestres nos cruzamentos das ruas Emilio Mallet com Itapura, Marengo com Euclides Pacheco, entre outros. A reivindicação se deu pelo fato de muitos motoristas simplesmente não respeitarem os pedestres.

Na oportunidade, Alves preferiu não responder especificamente sobre os lugares citados, mas afirmou que a CET está desenvolvendo um projeto maior para o Tatuapé. Segundo ele, haverá modificações em diversas ruas, apesar de não adiantar nenhuma delas.

 “Sistema binário é sonho antigo, mas nunca sai do papel”

A verdade, conforme a maioria dos moradores do bairro, é que a região precisa de uma reestruturação geral no trânsito, a começar pela implantação do sistema binário, no qual as principais ruas passam a ter sentido único de direção, incluindo a proibição de estacionamento dos dois lados da via.

Há vários anos a região também luta por bolsões de estacionamento, já que o público flutuante – frequentadores de bares, restaurantes, comércios e shoppings – tem sido cada vez maior ano a ano. Atualmente, o trânsito do Tatuapé está literalmente travado em determinados horários do dia e da noite. Os únicos momentos menos turbulentos se dão durante as férias escolares, quando o número de veículos nas ruas diminui. Todavia, logo que o mercado imobiliário volte a ficar aquecido, vários lançamentos comerciais e residenciais estão programados. Com isso, mais carros irão ocupar o trânsito.

Deixe um comentário

*